O Sonho- Clarice Lispector

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Laços entre nós

Eu adoro criar laço com pessoas.Mas são laços, e não nós. Um laço é singelo, ornamental e poético. Fácil de apertar ou de afrouxar, até mesmo de desmanchar. Um laço é singelo, ornamental e poético. Fácil de apertar ou de afrouxar, até mesmo de desmanchar. O nó é cego, egoísta e controlador. Não se molda a você, mas faz você se moldar a ele. Limita sua respiração, seus movimentos, seu ir e vir.O laço é solto, é quase um cúmplice. Te acompanha onde for e te deixa ir sem rancor. O laço te deixa crescer, não te censura, não te deixa marcas na pele. Não prende a sua circulação.  Já o nó é violento, dramático, apegado e dependente. Desfazer um laço é simples: basta um dos lados, de mansinho, puxar o que é seu para junto de si e adeus! Escorregar para longe dali. Desfazer um nó cego é uma coisa mais complicada.  Só cortando, arrebentando, gastando muita unha ou uma lâmina afiada. Na falta de coragem para cortar a relação de vez, também se pode cutucar, com um espeto, agulha ou intriga bem pontuda, no meio do coração do nó, desfiando aos poucos suas fibras, rompendo dissimulamente, como água mole dissolve pedra dura, as amarras mais profundas. Tudo isso não sem desgaste, sem feridas. Nem sem cada parte sentindo ao sair dali, que falta um pedaço de si. Para refazer um laço partido é fácil, basta querer. Refazer o nó que é complicado, se depois de partido, as duas partes já não se alcançarão, devido a um pedaço perdido de sua individualidade.

                                                                                                                                        Thiago Nuts                                                                  

Dia especial

Eu poderia buscar no Google alguma mensagem daquelas que estão na rede a séculos, o que não seria nem um pouco criativo de minha parte, mas principalmente por acreditar que grande parte de nós e é de nossos pais já as conhecem de có e salteado, então resolvi fazer a minha singela homenagem para os nossos pais.

Não sou poeta e muito menos sei escrever textos ou mensagens que emocionam, que fazem chorar, mas encontrei essa vídeo que achei muito fofo dessa criança cantando, espero que também gostem.